Daminhas e pajens: um toque especial na cerimônia de casamento

Só existe uma coisa que rouba mais atenção do que os noivos, na cerimônia de casamento: são as daminhas e os pajens. Quem não adora acompanhar a entrada dos pequeninos e se encantar com as caras e bocas que eles fazem ou, ainda, com a sensibilidade e a emoção que eles dão para o casamento? É, sem dúvidas, um dos momentos mais lindos da cerimônia. Além de trazer beleza e fofura para a celebração, as crianças ajudam muito nos principais detalhes do grande dia.

São muitas funções desempenhadas por eles. Geralmente, eles levam as alianças até o altar. Mas também tem a florista, que sai distribuindo pétalas de flores antes da entrada da noiva. Tem os pajens com bolinhas de sabão. Ainda há aqueles que entram com uma Bíblia, em cerimônias mais religiosas. E o que dizer deles segurando as plaquinhas com os dizeres como “lá vem a noiva” e “enfim, casados”?

Na escolha de pajens e daminhas não há regras. Podem ser primos, sobrinhos, filhos, afilhados ou filhos de amigos. Mas é bom conhecer o selecionado para ter certeza de que ele não vai desistir de última hora e deixar de seguir o combinado. O ideal é conversar para que ele não se intimide com a igreja lotada. Mas, por ser criança, mesmo quando as coisas fogem do protocolo, parece dar certo. Já viu um erro mais fofo? Aposto que não.

A cerimônia de casamento é um universo de lindos detalhes. Por isso, os casais fazem questão da presença das crianças para darem ainda mais charme à celebração. E, cada vez mais, elas vêm conquistando o espaço delas no grande dia de muitas noivas e noivos. Casamento é também ternura. Então, nada melhor do que os baixinhos cheios de amor e encanto para trazer o verdadeiro sentido desse ato aos nossos corações.

(Fotos: Bebel Tostes e Wadson Aguiar)