Ter e ser irmão

Só quem pode compartilhar a vida com um irmão sabe o quanto esse laço é especial. Seja mais novo, mais velho, adotivo ou biológico, não importa. O que vale é que, ao lado dele, aprendemos a levantar de um tombo e sacudir a poeira, a bancar o super-herói, a ter ciúmes, a brigar e pedir perdão e a dar e receber afeto de uma maneira mais singela. E é por isso que compartilhar os melhores momentos com esse amigo de sangue torna-se essencial. E o casamento não seria diferente.

Nada melhor do que compartilhar um sonho com quem você ama. E o irmão tem o dom de sentir a sua felicidade, de rir o seu riso e sonhar o seu sonho. É de longe um dos convidados mais especiais na hora de celebrar a união.

Irmão é mesmo um presente. É quem está sempre por perto quando o coração está apertado de ansiedade ou mesmo explodindo de alegria. É a dupla – ou trio, quádruplo, quíntuplo – perfeita para experimentar as maiores e melhores sensações de um dia que trará lembranças tão doces quanto aquelas cultivadas ao lado dele.

(Fotos: Bebel Tostes e Wadson Aguiar)