amor

  • LB01_171006_00349-762x509

    Sobre se apaixonar

    O cérebro apaixonado é sinônimo de demência nas atitudes. Isso porque a paixão é uma espécie de estado hipermotivacional e funciona exatamente como uma droga ou o álcool em demasia. Assim como uma pessoa alcoolizada ganha estímulo para brigar, mandar uma mensagem pelo whatsapp pouco conveniente para o ex ou beijar alguém de qualidade estética. Leia mais.

    Leia mais...

  • RL02_171011_00128-762x509

    Para um bom amador, retribuição basta

    A escassez de autenticidade nos relacionamentos quase produz em nós um egoísmo vicioso. Veja bem! Ser autêntico numa relação (de amor ou amizade) é sinônimo de rasgar o peito e mostrar ao outro a nossa vulnerabilidade. Claro que isso implica em um pouco de confiança, vez que nem todo mundo tem a intenção de amar. Leia mais.

    Leia mais...

  • BV01_170905_00314-762x509

    Para quem guerreia, paz

    Se tem uma coisa mais buscada do que a felicidade, ela se chama paz. Aventurar-se é bom, arriscar-se é incrível, mas, no fim das contas, a alma grita mesmo é por sossego. E não é preciso chegar aos 30 para saber disso. Paz é vital, e um coração sem paz é sinônimo de uma mente. Leia mais.

    Leia mais...