A vida a dois agora é uma vida a três

casamento-família-vida-a-dois-filhos-fotografia-casamento-em-governador-valadares-ensaio-foto-vida-a-tres-bebel-tostes

A vida a dois agora é uma vida a três Fazem 2 meses e meio que nossa vida a dois mudou radicalmente. E por um ótimo motivo. Nossa filhinha tão querida chegou! Chegou para alegrar, para encher os nossos corações de Esperança, e também para mudar. Mudar a nossa vida pra sempre!

E essa mudança pode ser boa ou ruim para o casal, dependendo de como o casal se ajusta à sua nova realidade. Uma vez, quando ainda solteira, ouvi uma grande amiga dizer “não sei como tem gente que engravida p salvar o casamento. Filho não une o casal. Na verdade o separa”. Ela me fez esse desabafo no primeiro mês do nascimento de seu primeiro filho. Graças a Deus, eles enfrentaram as mudanças de frente e hoje mantêm um casamento saudável com 2 filhos pequenos.

O fato é que é inegável que o nascimento de um filho muda a vida de um casal. E se o casal não estiver disposto a mudar junto e se adaptar a essa nova realidade, a vida a dois pode na verdade virar uma “vida a um”.

Já ouvi de um pastor que aconselha casais que a principal causa do divórcio das pessoas que ele aconselhava era a resistência à mudanças ao longo dos anos de casamento. Ele disse que esses casais cobravam muito um do outro em ter a vida que tinham no comecinho usando as clássicas frases “ah, mas antes vc fazia tal e tal coisa, agora não faz mais”…

É inevitável que a vida de um casal mude. Seja com a chegada de um filho ou simplesmente com o passar dos anos. E mudar não quer dizer piorar. Pelo contrário, se soubermos passar bem pelas mudanças e pelas novas fases, na verdade a vida a dois melhora, porque o amor cresce e se aprimora. Para isso precisamos nos desamarrar dos laços do passado e crescermos juntos em amor.

Pois bem, quando nossa filhinha chegou, eu e meu marido sentimos na pele essa mudança. Não tínhamos mais tempo juntos. Um bebê é muito dependente de você e no começo é ele quem tem a prioridade no cuidado e no seu tempo. Eu com minhas mudanças hormonais me irritava facilmente com meu esposo. Ele de volta se irritava comigo. Uma distância foi se abrindo entre nós. A nossa nova realidade exigia de nós um novo comportamento. E como foi difícil mudar!

E se mudarmos para a fase 2 com abilidades e pensamentos da fase 1, talvez nem consigamos seguir para a fase 3. Se é que me entendem. Com os poucos meses de mamãe e papai, já percebemos que a nossa vida a três requererá muito mais amor, mais paciência e mais diálogo. E muito mais responsabilidade. Pois Deus nos entregou um presente para cuidarmos o resto de nossas vidas.

Então decidimos encarar de frente as mudanças mudando nossa atitude logo no comecinho. O quanto antes corrigimos um comportamento errado e vicioso, melhor a gente vive. Então conversamos e eu disse ao meu esposo “é melhor a gente mudar agora antes que o carro desça ladeira abaixo”. Me veio essa analogia na minha mente de que se continuássemos com a conversa ríspida, a falta de paciência e as cobranças rotineiras, isso poderia nos acompanhar pra nossa vida inteira. E quanto mais a gente descesse essa “ladeira”, mais difícil seria voltar.

casamento-família-vida-a-dois-filhos-fotografia-casamento-em-governador-valadares-ensaio-foto-vida-a-tres-bebel-tostes

Sabíamos que não conseguiríamos essa mudança de comportamento sozinhos. Nós como em tudo na nossa vida, mais uma vez dependíamos do socorro do nosso Bom Deus. Então começamos a orar juntos em família todos os dias. Pedindo a Deus do seu Espírito paciência, amor e unidade em nossa família. E também sabedoria para estabelecer prioridades e o tempo de cada coisa.

E já podemos desfrutar de uma boa mudança! Os desafios de criar um bebê ainda continuarão, mas a atitude do nosso coração mudou. E isso foi ótimo! Temos desfrutado da paz do Senhor no nosso lar. E o relacionamento melhorou entre nós dois! E entre nós três!

E assim vamos caminhar, pois os desafios e as bênçãos de uma vida a três são diárias. E o exercício de carregar uma nova atitude no coração é diário também. Quando a fase muda assim devemos mudar também, vivenciando em amor e na presença do Senhor todas as dádivas de se ter uma família!

Andresa Marinho Buzelli
Andresa casou-se com Carlos em Agosto de 2012. Logo após o casamento, eles foram viver os desafios e as alegrias da vida a dois lá em Toronto no Canadá, onde Andresa faz seu doutorado. Andresa e Carlos estão engatinhando na vida a dois e decidiram compartilhar seus primeiros passos aqui com a gente.